<b>Indústria da música:</b> Trata-se de uma maratona e não de uma corrida de curta distância

Indústria da música: Trata-se de uma maratona e não de uma corrida de curta distância


Para a maioria dos músicos, será uma corrida longa e implacável de trabalho, até que o tão esperado momento do “sucesso” aconteça. Isso é, se vier a acontecer. Uma vez estando nessa posição, será tudo uma questão de se manter e começar a construir a partir desse ponto, uma nova história.

Há muita concorrência em todos os nichos, porém no mercado da música eletrônica a concorrência é ainda maior. Não se trata mais da barreira de dificuldades na compra de instrumentos ou equipamentos musicais. Nos dias de hoje para fazer música, as ferramentas necessárias se resumem a um computador com conexão à internet e ao cruzar esta pequena barreira, a oferta torna-se insanamente enorme, com isso, a quantidade de “porcaria” e música de qualidade aumentou drasticamente nos últimos tempos.

Todos os dias temos escutado muita música, inclusive aquelas que nos chegam gratuitamente. Mas ao ouvi-lás, o que realmente nos chamam atenção, são aquelas músicas de alto nível e que nos surpreendem.

Existem diferentes maneiras para que um músico venha a alcançar o sucesso. Os mais louváveis ​​são aqueles que fazem música de qualidade e com um nível superior, mas que principalmente sabem inovar. São aqueles que produzem músicas que nunca foram feitas antes, cruzando limites e inventando novos gêneros. Sim, há por aí magníficos artistas, que através de ótimos trabalhos de produção musical e um ótimo trabalho de marketing, conseguem construir o seu nome no mercado da música. E, por fim, há o artista “hype”, aquele que tira um truque impressionante da cartola para que o público fale sobre ele.

A história conta que o que fica óbvio até aqui é que os inovadores são aqueles que lideram, e estamos falando de artistas como os Beatles, Daft Punk e Skrillex. São os que possuem a capacidade de fazer algo que nunca foi feito antes e acessaram um nicho de mercado totalmente novo. São eles que atrairão fãs de gêneros existentes, mas também novos ouvintes para sua nova música. Em suma, não competirão muito com aqueles focados em mercados saturados. Normalmente, esses inovadores conseguem formar uma comunidade verdadeiramente dedicada de fãs, que irá sempre associar o seu nome ao gênero que eles criaram.

Em termos de grandeza musical, tenho certeza que você já ouviu falar sobre a teoria do domínio. Basicamente, é baseada na pesquisa científica que mostra, que em meio a uma multidão, apenas um atinge o domínio de uma habilidade depois de colocá-la em prática por dez mil horas de trabalho. Eles afirmam que os “grandes” artistas como Mozart e Beethoven, criaram suas verdadeiras obras-primas a partir do momento em que atingiram essa marca de dez mil horas. Praticamente, essa quantidade de trabalho se reduz a 10 anos, caso você esteja fazendo 5 horas de música, praticando todos os dias. Claro, haverá algumas exceções chamadas de “super talentos” que são capazes de produzir ótimos trabalhos ainda antes de investir tanto tempo. Porém em média, a verdade é que as chances são de que um artista não talentoso, mas persistente, supere aquele que é talentoso, entretanto preguiçoso.

O que estamos tentando dizer é o seguinte:
Você está nessa maratona porque é uma corrida de longa distância e se realmente quer ser reconhecido, então inove! Faça algo que não tenha sido feito antes, crie um novo gênero, saia da caixinha e ultrapasse a barreira dos seus limites. Quando estiver preparado para entrar no mercado, surpreenda e impressione o público. Não impressione através de um truque, mas sim através da integração dos elementos em sua proposição total. E em termos de aperfeiçoar o seu ofício, a verdadeira qualidade só virá se você praticar a quantidade de horas necessárias. Saiba que nessa corrida não existe um atalho.

Acreditamos que qualquer artista que venha a usar truques como fórmulas de sucesso, estará desperdiçando seu tempo e isso será em vão, algo temporário e que nunca afetará as pessoas, assim como aqueles inovadores o fazem.

Agora é com você. E aí, pronto para a maratona?

 

DjessiB é DJ e Produtora Musical. Atualmente focada em estudar o mercado da música.
[email protected]


About the Author
  • Otto Miranda

    Ótimo artigo.

%d blogueiros gostam disto: